segunda-feira, 31 de agosto de 2009

O basquete e a TV

Pau Gasol e Rafael Nadal duelam por sua audiência

Estou acompanhando essa Copa América via BasketBrasil, Draft Brasil e Rebote. Só. Nenhum motivo pra puxar o saco deles mas dá pra ficar bem atualizado com esses três. O Rebote acompanha in loco, o BasketBrasil é bem completo e o Draft Brasil é o mais crítico. O legal da cobertura crítica é que ela além de informar cria discussões interessantes e foi num post deles de hoje que eu me inspirei para o texto de hoje.

Via Twitter o pessoal do DB comentou que hoje começava o US Open de tênis e que com isso a cobertura da SporTV da Copa América ficaria comprometida. Nas palavras deles seriam "jogos de tenistas desconhecidos por uma semana, o dia inteiro, na sua telinha."

Acho que nessa eles foram longe demais mas ao mesmo tempo levantaram uma questão interessante, a relação dos esportes com o espaço na televisão. O Draft Brasil não foi o primeiro e nem o último a falar sobre isso. Vejo cada um defender seu peixe no mundo das transmissões esportivas. O pessoal do vôlei diz que só tem atenção para as seleções, os de vários esportes olímpicos reclamam que só tem transmissão a cada quatro anos, o pessoal do automobilismo reclama dos horários e todo mundo junto reclama do espaço excessivo do futebol.

Mas acontece que a TV não pode passar um monte de coisa ao mesmo tempo e quando há eventos em horários e dias iguais, tem que tomar uma decisão que sempre vai desagradar alguém. E nesse caso desagradou quem tinha que desagradar.

Pense bem, esses tenistas desconhecidos estão disputando um Grand Slam, um dos quatro torneios que mais valem pontos no circuito e onde estão presentes todos os melhores tenistas do planeta. Quem está na Copa América? O Brasil, o time B da Argetina, Porto Rico, um amontoado de jogadores dominicanos e o Esteban Batista? Não foi uma decisão difícil de tomar para a SportTV.

Vamos falar a verdade, essa Copa América está com um nível técnico patético. O Brasil tem jogado bem, a Argentina deu flashes de seu melhor basquete no último jogo e só. Duvido que qualquer torcedor sem interesse por qualquer dessas seleções assista a Copa América só pelo prazer de ver um jogo de basquete. A SporTV faz muito bem em transmitir o US Open ao invés de dar a mesma atenção à Copa América. Deixar de passar um jogo do Brasil pra passar John Isner e Radek Stepanek seria demais, óbvio, mas duvido que fariam isso.

Vejo muitos basqueteiros se sentindo vítimas da mídia e da televisão que não dá espaço para o nosso esporte, mas a gente que tem que aprender a viver sem a TV, ela, por ser muito cara, é o meio que mais é guiado pelos lucros e o basquete do jeito que anda não dá lucro porque não chama a atenção. Simples assim.

Então começa o dilema Tostines. Será que o basquete não chama atenção porque não está na mídia ou não está na mídia porque não chama atenção? Como é mais fácil o David Lee assinar um contrato hoje do que essa questão ter resposta, podemos entender que é um pouco dos dois.

Por um lado o basquete não faz a sua parte porque a seleção não tem resultados de expressão e até esse ano não tinha uma liga nacional organizada. Por outro lado a mídia nem sempre dá o devido valor às coisas boas que já acontecem no basquete, como os prêmios, vitórias e sucesso individual de Nenê, Varejão, Leandrinho e Splitter ao redor do mundo.

Poderíamos falar que as coisas estão evoluindo com a relação da Globo com a NBB ou podemos dizer que continua um lixo pelo descaso da ESPN Brasil em relação ao campeonato paulista, do qual tem os direitos e não transmite nada. Mas a verdade é que dane-se o que a TV faz. O futuro de todos os esportes e mesmo de todos os assuntos que não tem espaço nos veículos de comunicação em massa é a internet.

Se você gosta de bandas góticas eslovacas, ache outros fãs e músicas na internet. Se quer ver a final do mundial de badminton, internet. Se quer ver a NBA, internet. Como em muitos outros países o basquete é protagonista, queríamos ver isso acontecer aqui, mas não acontece. Basqueteiro aqui no Brasil é minoria, é tribo, então ajamos como tal. Vamos reafirmar nossa identidade entre nós na internet e podemos viver sem a grande mídia.

Não importa se não temos a SporTV porque temos um cara de lá, o Rodrigo Alves, fazendo uma cobertura ótima no Rebote e no Globoesporte.com. Não precisamos de uma mesa redonda como as de futebol porque temos as do Draft Brasil. Não precisamos do Chico Lang e do Avalone se temos eu e o Danilo.

E isso pode se estender para os comentaristas de todos os canais de que tanta gente reclama. Se lá não tem dedicação o bastante para correr atrás e fazer um trabalho bom como comentarista, fuja para a internet, o que não falta aqui é gente que entende ou que pelo menos tem o saco de pesquisar e dar a resposta pra suas perguntas. Se a televisão, ao contrário de você, prefere e investe em futebol russo, vôlei, Fórmula 1 e tênis ao invés de basquete, desligue a televisão e vá ler um blog.

...
E na TV oficial da internet, o YouTube, as 10 cestas mais malucas da temporada. A número 4, do Roy, é minha favorita:

16 comentários:

Alexandre disse...

Levantou um bom tempo e novamente uma bela coluna, mas cabe ressaltar que os dirigentes poderiam procurar contratos melhores com os canais de Tv, com cláusulas de obrigação de transmissão dos jogos, mas preferem ganhar umas migalhas a mais e ficarem na geladeira..
Talvez se negociassem com uma Bandeirantes ou Record, para ter 2 ou 3 jogos transmitidos por semana, mesmo ganhando menos no contrato, iriam valorizar a marca do campeonato (seja nacional ou regional).

Marão Caetano disse...

Eu só acho que as TVs que preferem pagar mais, sem ter obrigatoriedade de passar certa quantidade de jogos... E como é elas são o lado forte da relação...

Mas já que tocaram no assunto, vocês podem me dizer como vai funcionar o League Pass pro Brasil nesta temporada? E quanto custou na passada?

Anônimo disse...

Tv é para os fracos rááááááá.
Adorei essa frase aqui, ó:
"Não precisamos do Chico Lang e do Avalone se temos eu e o Danilo". Assino em baixo, hauhauhaua.

Heverton Elias

Lucas disse...

Eu não posso discordar mais.
Basquete é música iugoslava? Temos que virar uma tribo de internet tipo Le Parkour? Tenha paciência, rapaz, basquete é um esporte que necessita de massificação e não de elitização, se ficar só na internet nunca chegará aonde deve. Não é nem sadio tratar o basquete assim, só o apróxima ainda mais do final. A TV só passa quem ganha? Fato. Mas só vamos ganhar quando o esporte for massificado e o trabalho de base for grande, e não é se isolando na internet que vamos conseguir.

Magal disse...

Só descordo do nivel tecnico que vc falou que esta patetico não acho que esta tão ruim assim não, "e antes que vc fale que eu não manjo de Basquete" tenho mais de 15 anos no esporte rsrsrsrsr, mais no restante concordo em tudo com toda certeza !!!!!!
Grande abs a todos te+

Denis disse...

Magal, pode discordar à vontade, não é pq não concorda com a gente que vamos te acusar de não saber nada de basquete! Nós não sabemos mais que ninguém, se soubéssemos seríamos técnicos, não blogueiros. Abraços!

Lucas, acho que algo ficar restrito à internet não é sinal de elitização. Por enquanto pode ser em muitos países mas com o passar dos anos isso vai diminuir, internet será sinônimo de povão.

E também não gosto dessa coisa de "chegar onde deve". Fica parecendo que o basquete merece uma posição de destaque em relação a outros esportes, por que? Todos são só esportes.

Mas entendi melhor seu ponto de vista com o seu texto aqui e ele faz bastante sentido. Não concordamos mas agora pelo menos sei dos argumentos, valeu!

Abraços!

Fernando Araujo disse...

impecavel o texto, só gostaria que vcs lembrassem q o segundo esporte do brasil hj é bem discutivel, eu defendo meu peixe. pra mim q sou lutador o segundo esporte sao as artes marciais misturadas, o mma.

alguns vao dizer q é o volei pq ganhar mais titulo, mais titulo que o jiujitsu ninguem ganha. e mais audiencia tb n. UFC bate audiencia toda hora.

mas eu te digo se n existisse o canal combate nós ainda n estariamos com tanta popularidade. a midia levantou muito a gente. e hj a gente da ibope e dinheiro.

o basquete ja foi o numero dois mas graças a geração individualista de marcel e oscar até hj pensamos nos jogadores individuais e n crescemos, essa seleção do moncho ta dando gosto de ver por isso, coletivo, isso tem tudo pra resgatar o nosso basquete. só falta saberem agir em cima disso e acima de tudo, divisoes de base pra continuar formando.

sei q é polemica, mas essse é um ponto de vista apenas, gostaria de saber o q vcs acham.

Tives disse...

Olá vocês. Não entendo patavinas de basquete mas leio o blógue sempre que posso. Achei muito legal o texto e concordo com ele. Ás vezes, o nosso "esporte B" até é televisionado, mas de vez em quando bate uma frustração ao ouvir as besteiras que os "comentaristas" improvisados falam em rede pública (pelo menos as pérolas do judô nas Olimpíadas são hilárias!). É isso aí, viva a internet e esses blogueiros malucos! \o/

Fernando Araujo disse...

gostei da do iguodala, masfalto aquela do kobe q ele bate na tabela e faz a cesta contra o jazz, aquilo é que foi cesta maluka.

Fernando Araujo disse...

gostei da do iguodala, masfalto aquela do kobe q ele bate na tabela e faz a cesta contra o jazz, aquilo é que foi cesta maluka.

Comissioner Denis disse...

Antes de fazer o texto eu pesquisei para saber qual é o segundo esporte mais praticado e/ou assistido no Brasil mas não encontrei números oficiais.

Mas antes do basquete vejo (pura impressão) o vôlei, as lutas em geral e principalmente o automobilismo com mais fãs ou praticantes que o basquete. Infelizmente não tenho os números pra comprovar ou refutar isso.

E Tives, tá na hora de um blog seu sobre judô então! Hahaha! Legal saber que vc lê o blog!

Abraços a todos!

adriano disse...

Denis, excelente post, não tiro nem ponho uma vírgula sequer. Parabéns por dar continuidade ao debate iniciado pelo Draft e por expor um ponto de vista muito bem pensado, do qual partilho

Renan disse...

concordo se os canais TV não pasão oq a gente quer desligue ela

derica disse...

da uma olhada nos comentarios do post da venezuela que postei uma sugestão aí

Fernando Araujo disse...

bom denis, eu n acredito muito nisso n. pense comigo.

o publico do volei no brasil é apenas no jogos das seleções, vamos dizer q seja 50 vezes no ano, estou sendo generoso ehm, e a maioria tem sido de madrugada, eu falo porque eu assisto. o ibope de jogos de times sao pifios, principalmente por causa da divulgação.

pra q eu vou ver um jogo da liga nacional se eu n vou acompanhar toda a liga? n tem graça ver apenas as finais.

o automobilismo apenas 17 (ou 19)corridas no ano pra F1, e depois tem umas outras corridas como stock car, formula truck, indy e nascar. q dao audiencia mas normalmente só quando o faustao ta ruim(sempre).

já as lutas vc tem um evento do UFC por mês, 12 no ano. mas tem um canal q fica 24 hs passando isso e tem um monte de programa envolvendo, tem mundial de jiujitsu, judo, taekondo. sem falar no boxe e nas olimpiadas.

sem falar q nós temos crescido enquanto os outros não.

pro basquete faltava passsar mais jogos e ter compromisso de passar todos os playoffs. passar jogos dos campeonatos nacionais, sulamericana, copa america, euroleague. porém acho q nenhuma emissora de tv faria isso, fazer o q seremos tribo da net entao.

Anônimo disse...

[p]Cette capacité ainsi un bon atout concernant [url=http://www.pascheruggclassicfr.com]ugg chaussures pas cher[/url] appréhender l’achat d’au peu un bon ménage . Visibilité [url=http://www.pascheruggclassicfr.com]ugg france pas cher
[/url] chaussures a acquis une réputation universelle, ils peuvent être encore maintenant avec arrive à la majorité des hommes et des femmes.[/p]
[/url] le biais de la dirigeant Christian Louboutin Typical . Contrairement à talons aiguilles et d'autres [url=http://www.frclassicuggstocker.info]ugg classic mini[/url] types de chaussures qui ont été comptabilisés parmi les «à la mode» et même la «tendance», ces bottes de marque viennent de traitement mérinos diplôme faites en Australie, qui se trouve être un classique spectaculaire de deux bateaux de laine expérimenté . Il est vraiment cool et branché à utiliser les collants, [url=http://www.frclassicuggstocker.info]ugg classic short[/url] jupes, vêtements ou peut-être short . “Juste vu qu’il passe froid dehors ne permet pas [url=http://www.uggfr-baileybutton.com]ugg jimmy choo pas cher[/url] plus longtemps seulement il est impératif p publier aller votre entière style?, possède déclaré la plupart des analyses théatrales mais aussi l’enseignement primaire considérable . Bien que ces réactions défavorables [url=http://www.uggshortsparkles.info]vente privee ugg
[/url] en ce qui concerne leur apport augmenté contin? ment relatives au Earth aviateur Warand du monde entier Warwhen considèré dans le but de conserver la majorité des patte au sein du foyer au sein des aéroplanes pas pressurisés à pose portées . Vous pensez peut-être ces variations sont extrêmement [url=http://www.uggfr-baileybutton.info]ugg mini bailey button[/url] dépouillée et même ennuyeux . La majorité touchant à ces diverses broches fut offert comment caci écossaise Conservez, par conséquent concernant le ambigu, avec aussi un touchant à toutes ses surexcitation lié en regard superstition, avec nécessité par partnership aux épées honnêtes p la défense au prestataire en votre Intact Révéré, en dehors, concernant la conscience uniquement nombre d’affirmer, Besaces comment escarpé Courtroom faite touchant à fa?on manifeste les meubles comment conclure mais également opportunément de vos ?frais touchant à transaction? comment jeune un amateurs par [url=http://www.uggshortsparkles.com]chaussures uggs pas cher

[url=http://www.saccani.altervista.org/newguestbook/]we are beautiful store statement made discount ugg5d[/url]
[url=http://www.sinsemilia.com/forum/guestbook.php]we are beautiful shop online statement made ugg boots5c[/url]
[url=http://www.google.com/recaptcha/api/image?c=03AHJ_Vus5VBd_Z_lUekDgFC0u1PvA7GriHEIBx4NH413tgWQT9ZfO_-DIc168Ce0lN5897BroYl1XqGM2zOkm6S8iStMOYnj9qTZ64JQUNDMNsTyYmsiIrWPQGK8wqIUoPo4F5gRZ-wklFabdZIGE483DRIlpPPppGA]They are beautiful store statement made ugg8e[/url]