segunda-feira, 7 de julho de 2008

Ligas de verão

Esqueçam Derrick Rose e Michael Beasley, hoje é dia de ver o glorioso Yuta Tabuse em ação


Pode tirar essa corda do pescoço, abaixar essa faca, afastar essa torradeira da banheira! Eu sei que está sendo difícil sobreviver sem os sagrados jogos diários de NBA iluminando nossas vidas, mas pelo menos teremos um pequeno aperitivo para adoçar nossas bocas um pouquinho que seja. Começa hoje (e vai até o dia 11) a primeira Summer League do ano, ou "Liga de Verão" para aqueles que preferem a língua portuguesa mesmo quando faz o termo parecer um filme da Sessão da Tarde na Globo.

As Summer Leagues são campeonatos curtos em que os times costumam levar seus calouros, segundo-anistas e outros jogadores desconhecidos e mequetrefes para analisá-los e decidir se merecem uma vaga no elenco. Para nós, é uma chance de ver novatos como Derrick Rose e Michael Beasley em quadra pela primeira vez jogando por seus times da NBA. Segundo os técnicos, é uma chance de permitir aos calouros uma compreensão dos esquemas táticos da equipe para ir esquentando os motores antes da pré-temporada. Para os jogadores mais velhos, que já têm vagas garantidas com algum time, é uma chance de treinar um pouco, não gastar as férias engordando no sofá e, de quebra, humilhar um pouco a pivetada. Para os outros jogadores, desconhecidos e desempregados, é uma chance única de serem aceitos na NBA. Nosso Marcus Vinicius, o Marquinhos (já que amamos um diminutivo), jogará summer leagues pelo Suns, na esperança de arranjar uma vaguinha em algum lugar.

No fundo, é só um bando de maluco tentando se mostrar em quadra mais do que o outro. Alguns jogadores famosos por dominarem em summer leagues, como nosso lendário Lonny Baxter, nunca jogaram porcaria nenhuma numa quadra de NBA. Mas quem se importa? Tenho certeza de que vai estar todo mundo de olho hoje quando as escolhas número 1 e 2 do draft, Derrick Rose e Michael Beasley, se enfrentarem pela primeira vez. Rose está com tendinite no joelho e Beasley quebrou um osso do peito durante os treinamentos, mas ambos foram liberados pra partida de hoje. Yay!

Quem estiver com vontade de assistir à Summer League de Orlando, os jogos começam às 16h e serão transmitidos ao vivo através do site oficial do Orlando Magic. A transmissão em geral é tosca, amadora, quase nunca tem narração, mas basquete é basquete. O primeiro jogo será entre o Indiana Pacers e "o time outrora conhecido como Supersonics", tipo quando o Prince (o cantor, não o jogador do Pistons) decidiu que seu nome era agora um símbolo maluco impronunciável e os jornalistas só podiam chamá-lo de "aquele outrora conhecido como Prince". Tudo porque o Sonics deixou de existir e o novo time de Oklahoma ainda não tem um nome anunciado.

Assim que o jogo acabar, começará outro 2o minutos depois. No caso, será o Heat contra o Bulls, o jogo em que todo mundo vai querer dar uma olhada. Com um pouco de sorte, mesmo os que assistirem à estréia da seleção brasileira no torneio amistoso da Grécia vão conseguir pegar Rose e Beasley no começo (se não se matarem antes, claro, afinal a seleção é sempre um bom motivo para cometer suicídios). Os jogos da summer league serão composto de quatro quartos com apenas 10 minutos cada, então é rapidinho.

Para ter uma noção do que vale a pena ou não assistir, vamos dar uma olhada nos rostos conhecidos em cada um dos elencos, dando uma opinada sobre eles.

Chicago Bulls:
- Derrick Rose, o armador sensação agraciado com a primeira escolha do draft.
- Joaquim Noah, entrando em seu segundo ano de NBA e que tornou-se titular depois da ida de Ben Wallace para o Cavs. Faz o trabalho sujo, mas se ele virar uma estrela eu engulo meu pé.
- Tyrus Thomas, indo pro seu terceiro ano. Em geral, para um cara jogar summer league no terceiro ano é porque ele fede ou porque tinha potencial mas não mostrou muita coisa. Mas eu boto fé no garoto, ele enterra de qualquer lugar da quadra e vai ser legal ver se ele consegue mostrar uma boa produção ofensiva num jogo de brincadeira.
- Aaron Gray, pivô indo para seu segundo ano. É bem refinado perto da cesta mas acha que rebote é coisa de boiola. Tem "reserva" escrito na testa.

Indiana Pacers:
Não tem ninguém minimamente conhecido no elenco, nem sequer o Brandon Rush que eles acabaram de draftar. O negócio tá feio por aquelas bandas.

Miami Heat:
- Michael Beasley, segunda escolha do draft desse ano e promessa para dominar as quadras no futuro, ou então virar mais um Carmelo Anthony.
- Mario Chalmers, calouro com nome de superintendente. É capaz até de se tornar o armador titular do Heat na temporada, então precisa começar a mostrar serviço.
- Daequan Cook, indo para o segundo ano. Botou-se muita fé nele, o moleque provou que sabe acertar uns arremessos de fora, mas em geral ele fede. Não vai ter chance de mostrar serviço na summer league porque, pra piorar, está com o ombro machucado.
- Stephane Lasme e Kasib Powell, estrelas da D-League, a Liga de Desenvolvimento da NBA. Pelo jeito, assinaram com o Heat e vão ter espaço esquentando banco durante a temporada.

O time de Oklahoma City ainda sem nome / o time outrora conhecido como Sonics:
- Russel Westbrook, novato que deve ser titular na armação da equipe desde o primeiro dia. Vamos ver se o pirralho merece.
- DJ White, novato que é o milésimo ala-de-força do Sonics. Vai ter que mostrar serviço para ter minutos.
- DeVon Hardin, o milésimo segundo pivô cru do Sonics. Se souber levantar os braços, é titular.
- Jeff Green, segundo anista. Seu amigo Kevin Durant não precisa desse treininho de verão, mas pro Green vai cair bem. Tem talento, vai ser titular pelos próximos 10 anos mas precisa pegar o jeito da coisa.
- Ndubi Ebi, aquele cara que foi o maior fracasso do draft de 2003, lembram? Escrevi sobre ele na análise daquele draft, o cara era o próximo LeBron e sumiu por completo porque não deve saber nem amarrar os sapatos. Deve ser a última chance de sua carreira.

New Jersey Nets:
- Ryan Anderson, calouro, um ala alto que sabe arremessar de 3 pontos. Tem tudo pra marcar mil pontos nessas partidas.
- Chris Douglas-Roberts, o novato que faz ponto até dormindo mas que por algum motivo bizarro ninguém quis draftar. Aposto nele para ter números monstruosos na summer league, deixar todo mundo impressionado e ser titular do Nets na hora.
- Brook Lopez, o pivô novato sensação que vai ter que penar um pouco para aprender a jogar na NBA. Pivôs em geral sofrem, então vamos dar uma olhada se ele vai ter um bom começo.
- Sean Williams, indo pro seu segundo ano, ótimo defensor, um monstro nos tocos, maconheiro de carteirinha e que, por alguma razão bizarra, passou mais tempo no banco do Nets do que em quadra. Talvez se ele dominar a summer league, garanta sua vaga como titular.
- Yuta Tabuse, o lendário armador japonês que tem o tamanho de um gafanhoto! Ele é horrível mas sempre ganha novas chances. Não tem como negar, todo mundo tá torcendo pra ele, é o Boykins do oriente! A gente aqui do Bola Presa tá fazendo a maior fezinha pro Pequeno Gafanhoto.

Orlando Magic:
- Courtney Lee, novato, excelente defensor e bom arremessador. Se brilhar na summer league, será titular do Magic na hora. Em suma, ele é a união do reserva JJ Redick e do titular Keith Bogans, ou seja, vai levar a vaga no quinteto titular pra casa.
- Kevin Kruger, o nome mais legal de toda a NBA! Se ele sabe jogar basquete? Se ele usa unhas de metal e tortura crianças durante o sono? Boa pergunta. Mas quem se importa?

...

E aí, qual time será o mais divertido de acompanhar? Mas se vocês não puderem assistir aos jogos em plena tarde, não temam, ó mortais! Titio Danilo vai acompanhar jogo a jogo e vocês vão poder ler tudo depois no Bola Presa quando seu chefe for no banheiro. Não vamos deixar vocês perderem nada, se o Yuta Tabuse soltar um peido, vocês ficarão sabendo! Portanto, fique de olho amanhã para uma cobertura completa dos jogos de hoje à tarde.

6 comentários:

Artur disse...

te deixei uma proposta de troca na liga, olha teu email danilo ;)

Marão Caetano disse...

Alguém sabe onde está sendo transmitido o torneio de Acrópolis na net?

Vai ter alguma coluna sobre a seleção? Parece que o jogo contra a Grécia foi bastante animador.

Danilo disse...

Marão, não encontrei o jogo do Brasil com transmissão ao vivo pela internet, mas está passando na SporTV. O começo parece ter sido animador mesmo - não assisti ao jogo - mas por enquanto não vale nada, nem pra gente, nem pra Grécia, no caso. Assim que o pré-olímpico começar pra valer, pode ter certeza de que vamos falar a fundo da competição e da seleção.

Abraços!

Marcelo disse...

http://pt-br.justin.tv/fluminense_br
Nesse canal passou ontem.
Provavelmente passe hj de novo, 01:30 da tarde. Abraço.

Marcelo disse...

http://pt-br.justin.tv/santoscampeaoclube

aqui ta passando o jogo do Brasil

thales disse...

Yuta Tabuse mede 1,75 ou 5'9"
segundo a wikipedia xD