terça-feira, 29 de setembro de 2009

Uma temporada longa

Se você está contente bata palmas

Ontem foi o enfadonho Media Day na NBA. A idéia do projeto é até bacana, um dia inteiro dedicado à imprensa antes de começarem os trabalhos para a próxima temporada, com dezenas de entrevistas, apresentações, coquetéis, coxinhas de frango engorduradas e etc.

Porém, se você pensar bem, ninguém tem muito a dizer porque não aconteceu nada. Estava todo mundo de férias e voltaram para o trabalho ontem com um microfone no meio da cara para dizer alguma coisa. O máximo que eles podem fazer é uma redação chamada "Minhas Férias" como a gente fazia na escola.

Alguns times que quase não mudaram de elenco, como o Kings, Nuggets e Knicks, não podem responder nada além do clássico "estamos ansiosos para a próxima temporada", a frase mais falada do dia. Times que mudaram pouco, como o Lakers, o Cavs ou o Magic, só podem dizer "O nosso jogador-novo é um grande jogador e estamos ansiosos para jogar ao lado dele".

As entrevistas um pouco mais interessantes são as dos times que passaram por alguma mudança maior no elenco, porque aí temos alguma previsão do que vai acontecer. O Alvin Gentry, técnico do Suns, por exemplo, disse que o garrafão titular da temporada será com Amar'e Stoudemire e Channing Frye. E até disse que o pivozão número 5 será o Amar'e, mas que na escalação ele aparecerá na posição 4 para não ficar bravo e começar a dizer que não gosta de jogar improvisado.

No Clippers o técnico Mike Dunleavy disse que o Blake Griffin começa a temporada vindo do banco de reservas e no Bulls foi dito que não mantiveram o Ben Gordon porque acham o John Salmons um jogador mais completo. Todas essas declarações até interessantes mas que podem virar farofa depois que os treinos pra valer começarem.

Mas no meio de entrevistas enfadonhas e outras levemente interessantes, tem o Warriors. A organização mais desorganizada da NBA é sempre um show à parte quando os seus atletas tem um microfone para falar.

No último dia 28 de agosto o Stephen Jackson, em um evento em Nova York, disse: "Não acho que serei um Warrior no ano que vem, estou tentando sair". E foi ridiculamente multado em 25 mil dólares por "declarações públicas em detrimento da liga", um jeito pomposo de dizer "Pareça feliz para as visitas, filho".

Ontem os jornalistas foram perguntar o que ele tinha a dizer sobre a multa e se ele ainda pensava da mesma maneira. A resposta foi a mais óbvia possível: "Não me façam perguntas que vocês já sabem a resposta". É óbvio que como nada mudou, ele ainda quer sair. E completou dizendo que muitos jogadores, incluindo o Kobe dois anos atrás, já tinham pedido publicamente por trocas e que ninguém foi multado, mas "não posso vencer a NBA, tenho que conviver com isso".

O capitão do Warriors mediu um pouco as palavras para não ser multado mas explicou a sua insatisfação com o time. Disse que faltava mentalidade vencedora na equipe, que eles só deram passos para trás desde aquela vitória contra o Dallas em 2007 e, mais importante, "a nossa defesa é sempre um problema, eu não posso marcar todo mundo sozinho". Se vocês lembrarem, na temporada passada o Stephen Jackson era sempre o responsável por marcar o melhor jogador adversário, não importa sua posição. Em um jogo contra o Hornets chegou ao patético de marcar em uma jogada o Chris Paul e na seguinte o David West.

Sem dúvida ele tem razão em todas as suas reclamações, o Warriors é hoje uma franquia destinada à derrota e como todo torcedor do Fluminense sabe, perder cansa. O detalhe é que o nosso Conca da NBA tinha uma chance de ter sido Free Agent e pulado fora ao fim dessa temporada, mas meses antes tinha assinado uma extensão de contrato. Ele disse que já naquela época, em novembro do ano passado, estava insatisfeito com o time mas que apesar de não ter feito faculdade não era burro o bastante para recusar 28 milhões de dólares.

Eu estava do lado do Stephen Jackson até essa declaração. Se ele é competitivo, quer vencer e não acha que o time está buscando isso, que dê o fora ou lute internamente para que isso mude. Mas não, ele resolve ficar só pelo dinheiro e ao invés de tentar mudar a filosofia do time só pede pra sair. O Warriors até tentou trocar ele, mas não é fácil trocar um cara de contrato longo (até 2013) que ganha 7 milhões de dólares atualmente e mais de 10 no último ano, em uma época de crise em que todos os times estão economizando para a temporada de Free Agents do ano que vem.

Só essas declarações do Jackson já seriam o bastante para o Warriors ter o pior Media Day da NBA. Mas não, pisou na merda então abre os dedos. O Monta Ellis deu uma entrevista onde diz com todas as palavras que é impossível ele jogar ao lado do novato Stephen Curry: "Nós, juntos? Não dá, simplesmente não dá."

Surpresos, alguns jornalistas então perguntaram se ele estava sabendo que desde o draft o General Manager do Warriors dizia que os dois iam jogar juntos na armação titular do time. Ele então respondeu que podem até achar que vai dar certo, mas não vai. Segundo o Monta, ele e o Curry são pequenos demais para jogarem um ao lado do outro e que juntos eles não irão conseguir lidar com armadores maiores.

Se o Monta Ellis estivesse falando de um time que defende eu até daria razão para ele, mas desde quando o Don Nelson manda alguém marcar? Imagino que na cabeça do GM Larry Riley a dupla de baixinhos apesar de sofrer na defesa vai fazer sofrer no ataque com tamanha velocidade e agressividade. Era um risco que poderia dar certo se bem aplicado e que tem tudo, absolutamente tudo, pra dar errado se nem os jogadores envolvidos acreditam que pode funcionar.

Os dois melhores jogadores estão insatisfeitos, o técnico ainda é o Don Nelson e o promissor novato será ou reserva ou terá um companheiro que não acredita nele. E foi só o primeiro dia da pré-temporada do Golden State Warriors. Deve ter gente lá torcendo pra temporada acabar logo.

6 comentários:

Bernardo Calil disse...

Eu, como único torcedor do Warriors fora de Oakland, fico triste, mas não surpreso com as declarações no Media Day. O Capitain Jack ainda disse mais, disse que a cada ano perde um cara que dividia as responsabilidades com ele, como Baron Davis, Al Harrington, Jason Richardson... É mais do que óbvio. Ele e o Denis estão certos, a organização é desorganizada e parece não ter vontade de ganhar. Draftaram um garoto promissor para uma posição em que já tínhamos outro cara muito promissor, o Monta. Precisávamos desesperadamente de um PF, estão botando fé nesse filé de borboleta do Randolph, que não tem a menor condição de ser titular de time algum ainda. Enfim, mais um ano de sofrimento...

Anônimo disse...

Pegaram o Curry só pra tirá-lo do Knicks.. agoram estão pagando pelo que fizeram. Abraços.

Angel Sanz disse...

Hola que tal, soy Angel Sanz , Si le interesa poner anuncios de texto en tus blogs.
Puedes ganar hasta 50 euros por cada blog o web.

Nuestra empresa le asegura enviarle sus pagos de diferentes maneras: Transferencia bancaria,wester union,paypal,moneygram. Los pagos son mensuales.

Usted solamente debe colocar los enlaces en los post de su blog y listo ya comenzara a ganar dinero.
Cualquier interesado enviarnos sus blogs, para poder revisarlos. Este es uno bueno

Un Saludo cordial.
Angel Sanz
tel : (+34) 691 533 734 // Valencia,ESPAÑA Prefijo de España (34)

Para mas información puedes contactarme por correo o chat:

angelsanz.comercial@hotmail.com

Puedes contactar por facebook si quieres :

angelsanz.comercial@hotmail.com


Tambien tenemos un sistema de referidos , que ganas una comision mensual
Por cada sitio/blog recibira una comision hasta de 7.5 euros mensuales.

André Ricardo disse...

O GM do Warriors faltou na aula de "Introdução à Economia", em que se ensinou a diferença entre "bens complementares" e "bens substitutos"

W disse...

Voce não é o único torcedor do Warriors fora de Oakland não, aqui tem outro....

Quanto ao Warriors, fala serio, voces tem inveja de torcer pra um time assim, onde não dá pra planejar nada, não dá pra apostar nada, apenas, TORCER.

Abraços

Danilo disse...

Somos 3 torcedores então...e acho que será mais um ano frustrante. Sinceramente acho que o Don Nelson deveria se aposentar e os dirigentes adotarem uma filosofia mais imediatista. Temos sempre um time de talentos futuros que depois de 2 ou 3 temporadas de derrotas, se mandam pra ter a chance de atuar numa equipe que briga por título.