quarta-feira, 4 de junho de 2008

Mano a mano

Agora vale tudo...



Um dos assuntos mais discutidos nos últimos dias nos sites que debatem as finais da NBA são os duelos individuais, os chamados "matchups". Isso porque não é óbvio quem deve marcar quem nessa série como foi na maioria até agora. Alguns podem achar que é uma preocupação exagerada já que a defesa e o ataque devem acontecer em conjunto e que os duelos individuais não são decisivos, mas a verdade é que na NBA são bem decisivos sim, principalmente em séries de times com talento parecido e mais ainda em finais de jogos, que geralmente são decididas por jogadas individuais. Além disso, a defesa por zona ainda não é tão usada nos Estados Unidos quanto é no resto do mundo, tornando os duelos individuais mais importantes. Certa vez, o Jeff Vun Gundy, ex-treinador de times como o Knicks e o Houston, disse que é muito difícil implantar defesa por zona na NBA porque os próprios jogadores não estão acostumados com isso e, mais importante, não acreditam tanto nessa defesa e acabam não se dedicando tanto quanto se dedicam na defesa individual.

Bom, mesmo assim, não se surpreenda se os dois times alguma vez ou outra apareçerem durante um período do jogo usando a defesa por zona, quando tem título em jogo todo mundo se dedica a qualquer coisa. Mas hoje é dia de analisarmos os duelos individuais, afinal quem vai e quem deveria marcar quem nessa série decisiva? Vamos analisar alguns dos pontos em que existe mais dúvida.

Kobe Bryant - Quem vai marcar Kobe Bryant já está decidido, é Paul Pierce. O camisa 34 do Celtics marcou muito bem LeBron James na série contra o Cleveland e anulou Tayshaun Prince na série contra o Pistons, não há dúvida de que ele é muito mais indicado do que Ray Allen para pegar Kobe Bryant. Porém, como o Avery Johnson já disse uma vez, a pior coisa que você pode fazer com Kobe Bryant é deixar apenas um marcador nele o jogo inteiro, porque cedo ou tarde ele "pega as manhas" e já sabe o que fazer para superar o marcador. Para resolver isso é bom mudar bastante a marcação em cima dele. Foi o que o Jazz fez colocando, no mesmo jogo, Korver, Brewer, Harpring e Kirilenko sobre o MVP. Mas quem mais além de Pierce pode marcar Kobe? O nome aqui é James Posey, um especialista em defesa que sabe incomodar, sabe forçar turnovers e ainda mete suas bolas de 3 no ataque.

Lamar Odom - Por outro lado, tudo o que o Lakers quer é que o Boston seja forçado a usar James Posey em quadra o máximo de tempo que for possível. Se no fim do jogo o Doc Rivers resolver usar o Posey sobre Bryant, isso significa que quem deve sair de quadra é o Kendrick Perkins, já que é bem improvável que o técnico tire um dos membros do trio de ferro ou o armador Rondo de quadra. Com essa escalação mais baixa, o Celtics fica vulnerável no garrafão, onde só Garnett estará lá para tomar conta de Gasol e Odom. O jogador de defesa do ano deve ficar em Gasol e então Paul Pierce ficará encarregado de Lamar Odom. No duelo, apesar de Pierce ser capaz de se virar, é um ótimo confronto para o Lakers explorar, principalmente com jogadas dentro do garrafão.



Ray Allen - Aqui, imagino, está o pior problema do Lakers nesses duelos e o grande trunfo do Celtics, que poderá levar uma vantagem enorme se Ray Allen acertar seus arremessos como voltou a acertar na série contra o Pistons. Em teoria quem deve pegar Ray Allen é Kobe Bryant, mas nada pior para o Lakers do que fazer sua melhor arma ofensiva ficar correndo de um lado pra outro da quadra, trombando em dez mil bloqueios para tentar marcar Allen. Phil Jackson sempre optou por colocar Kobe em cima do jogador menos participativo do ataque do outro time, ele ficava em Bowen na série contra o Spurs e chegou a ficar em cima do Anthony Carter na série do Nuggets. Mas com somente Pierce e Allen na posição de Kobe, não sobra muita escolha para Phil Jackson. Para marcar Allen talvez a resposta esteja no banco, com Sasha Vujacic, que marcou muito bem o Manu Ginobili na última série. Mas mesmo assim tenho dúvidas, acho que o Sasha é um bom marcador na bola, na hora de correr atrás ele não é muito bom, na série do Jazz ele ficou perdido atrás do Kyle Korver.

Outra sugestão que eu li por aí é bem interessante. Tem gente que acha que o Kobe deveria ficar no Rajon Rondo, pressionar o garoto, ver se ele amarela e enquanto isso o Derek Fisher fica correndo atrás do Ray Allen. Eu acho que o Rondo teve 82 jogos e mais 3 séries de playoff para amarelar e ainda não amarelou, mas seria interessante ver como ele lidaria com uma marcação pressionada de Kobe Bryant.

Paul Pierce - O cara não é muito rápido mas pode passar por qualquer um com seu drible, e além disso é um dos caras que melhor sabe cavar falta na NBA, quando precisa ele dá um jeito e vai para linha do lance livre. Então, colocar quem em cima dele? Será que é uma boa colocar o Sasha no Ray Allen e deixar o Kobe no risco de ficar com problema de faltas marcando o Pierce? E se Kobe ficar em Ray Allen quando o Sasha estiver no banco, quem fica em Pierce, Radmanovic ou Odom? Por incrível que pareça, eu prefiro o Vlad Radmanovic nessa. Acho que ele é um bom marcador de perímetro, não é um Shane Battier mas sabe muito bem cercar jogadores mais baixos do que ele, acho que ele pode atrapalhar muito o Pierce e deixar ele longe do garrafão.



Kevin Garnett - A pergunta que roda por aí e quem no Lakers deverá marcar Kevin Garnett, Odom ou Gasol? Pra mim a pergunta foi respondida na série contra o Spurs: os dois. Foram Odom e Gasol, revezando, que marcaram o Tim Duncan. E se naquela série o Duncan, mesmo bem marcado, foi capaz de jogar muito bem, acho que o KG deve se virar muito bem para conseguir seus pontos e rebotes, mas não por falta de defesa do Lakers. O que pode influenciar o duelo individual do Garnett é o Kendrick Perkins, se o pivô do Celtics tiver sucesso atacando o rebote ofensivo, o Lakers será obrigado a colocar no Perkins quem melhor souber defender o rebote e colocar o outro no Garnett. De qualquer forma, o Celtics deve ter vantagem na batalha dos rebotes.

Armadores - Tirando a teoria do Kobe em cima do Rondo, é bem óbvio que o Fisher pega o Rondo e vice-versa. Mas no banco fica uma disputa mais interessante. Será que Doc Rivers usa Cassell ou Eddie House? Se usar Cassell, o Lakers terá problemas, da última vez que o armador reserva Jordan Farmar teve que enfrentar um armador que gosta de jogar de costas pra cesta e que joga usando a força, foi contra o Deron Williams, e foi um desastre para o Lakers.


Nós não temos certeza de quem pega quem e nem temos certeza de quem se favorece com cada duelo, talvez os técnicos, mais experientes e inteligentes que um blogueiro brasileiro, possam saber, mas isso não os impede de errar. Talvez o segredo para resolver tudo isso seja testar e ser capaz de admitir o erro e achar a solução o mais rápido possível. Como já disse aqui uma vez, tem muito mais vantagem em uma série de playoff quem é capaz de fazer os ajustes necessários mais rapidamente. Nenhum time tem a fórmula ideal para bater o outro time logo de cara, são precisos ajustes, mas ajustar quando o time está perdendo por 3 a 0 na série não leva a nada. Agora é a hora do Doc Rivers calar todos os críticos (eu! eu!) e mostrar que sabe ajustar seu time.

11 comentários:

Anônimo disse...

PQP! dei uma olhada nums posts do blog e achei sensacional!!!
parabens

Anônimo disse...

Mto boa a materia do blog... é um dos melhores blogs que ja acessei !!!

... mas faltou sua opinião sobre quem leva essa !!!

Abraços

Caio_SBC

Anônimo disse...

Gostaria de fazer uma solicitação aqui na caixinha !!!

Vcs poderiam um dia fazer uma matéria sobre camisas e seus numeros... as vezes da impressão q tem numeros que dão certo na NBA, por exemplo 23, Jordan e Lebron, 32 é outro numero q da certo, numeros que tiveram mais craques sei la !!!

Abraços

Caio_SBC

Danilo disse...

É sempre bom ver que tem gente nova descobrindo o Bola Presa, bem-vindos!

Caio, sua sugestão é ótima, vamos fazer algo a respeito quando acabar a temporada. Quero saber se tem mais alguma história de fracasso relacionada com a camiseta número 54 do Kwame Brown, hahaha.

Abraços!

Charles disse...

Talvez seja melhor deixar o Kobe no Ray Allen mesmo, depois o Fisher num da conta do recado e todo mundo fica arrependido depois, o Allen foi pros Lances Livres 29 vezes na série final contra o Pistons... não dá nem 5 FT por jogo pra ele

Média de Lances Livres por jogo nos Playoffs,

Ray Allen - 3.1
Paul Pierce -6.2
Rajon Rondo - 2.0

Junior disse...

sera q o Doc River vai mudar a estrategia dele e iusar o Cassel?

pq se juntar o q o Cassel jogou contra PIstons e Cavs, não deve da nem 1 jogo inteiro, quiça 2 quartos

Denis disse...

Se eu fosse o Doc Rivers eu tentava o Cassell, principalmente quando o Farmar estiver em quadra. Mas se ele começar a jogar mal como jogou contra o Cavs e até contra o Pistons eu tirava e voltava a usar o House.

Anônimo disse...

Brian Skinner que tal ???

hahhahahaha

Abraços

Caio_SBC

Junior disse...

Sim, tem isso

mas acho q tem q dar chance pro Cassel, ele tem basquete, precisa desenferrujar



e sobe a enquete do lado, eu vou ver putaria na internet, to de ferias da faculdade mesmo HAHAHA

viva a FEI e seus 2 meses de férias no meio do ano!

Ronin disse...

Ray Allen e Cassel cara de alien farão a diferença,creio eu. Gostaria de ver o Cassel de titular, mas fica pro Doc essa parada. Apenas uma coisa é certa: KG jogará como nunca.

Felipe Jr. disse...

Todo time prescisa de um Sandro Goiano na zaga!

isso eh fato...